Café: benefícios e malefícios à saúde

Café: benefícios e malefícios à saúde

A tradicional bebida café, é produzido por meios de grãos torrados do fruto cafeeiro.  A planta é nativa da África e ainda hoje, faz parte da sua vegetação natural. Porém os responsáveis pela propagação da cultura do café foi a Arábia.

O nome café surgiu através da palavra árabe gahwa, que designa vinho para os povos árabes. Por esse motivo, o café era conhecido como “vinho da Arábia”. Depois se propagou para Europa.

Os grãos de café eram torrados e moídos para transformar na bebida que hoje conhecemos. Por intermédio do mercado europeu, o plantio do café, expandiu para países africanos até chegar no Brasil em 1727.

Café

Atualmente é a segunda bebida mais consumida no mundo, perde apenas para a água. E movimenta bilhões no mercado de agronegócios e exportação.

O café é apreciado por mais de um bilhão de pessoas e seu consumo tem crescido diariamente.

Café 100% arábica

Existem duas variedades de café mais utilizadas comercialmente: Arábica e Robusta. São variedades com características bem diferentes.

No Brasil, os grãos 100% arábica são considerados os mais especiais. Já os grãos robusta são utilizados para a produção de cafés tradicionais, de características inferiores.

Os grãos 100% arábica, são considerados cafés superiores, encorpados, aromáticos, de gosto suave e equilibrado. Tendem a apresentar menos teor de cafeína. Possuem muitas variedades e são consumidos sem nenhuma mistura.  Esses grãos, são chamados especiais, devido a sua produção ser gerada em altitudes maiores com plantios acima de 800 metros do nível do mar. No Brasil este grão é plantado em altitudes de 1200 metros. Quanto mais alta a altitude, maior é a qualidade do café e consequentemente maior o seu valor.

Um exemplo de café 100% arábica seria os famosos cafés gourmets. Possuem variedades e todos são produzidos com a melhor qualidade.

Benefícios e malefícios do café

Apesar de muitos serem contrários ao consumo de café, a cafeteira sempre estará na mesa do café da manhã de qualquer um, no trabalho, restaurantes, salões, entre outros vários lugares.

Porém, sabemos que qualquer consumo em excesso é negativo para o organismo, ou seja, existem vários benefícios que o café nos proporciona, no entanto seu consumo em maiores quantidades podem acarretar problemas ao nosso corpo.

Portanto, é interessante enxergar os principais benefícios e malefícios que o café nos causa.

Legenda: Café, consumido em doses ideias, proporciona benefícios ao nosso corpo

Cafeína

Considerada o principal componente do café, dependendo da dose, a cafeína pode ser um santo remédio, ou então um veneno. A quantidade ideal de ingerir o café seria duas a três xicaras ao dia. De acordo com essa proporção de quantidade, a cafeína será benéfica ao seu organismo, caso contrário, seus efeitos colaterais serão prejudiciais ao corpo. Por ser um conteúdo essencial do café, as causas de vários efeitos positivos e negativos estão ligados a ela.

Com a ingestão do café, ocorre a estimulação do sistema nervoso central. Assim, os batimentos cardíacos aceleram e as funções cerebrais são aumentadas, proporcionando vários benefícios. Em destaque, temos:

  • Aumenta a concentração e foco
  • Aumenta a agitação
  • Diminui a sensação de sono
  • Diminui o cansaço físico
  • Diminui a fadiga mental
  • Melhora o desempenho nas atividades físicas
  • Melhora o humor
  • Ajuda no combate a depressão
  • Controle do peso total do corpo
  • Outro benefício destacado é que o café previne doenças que atingem o fígado. A metabolização do café acontece nesse órgão, sendo um importante alicerce no combate às doenças destinada a ele, como diabetes tipo 2, o Parkinson e malefícios relacionados ao álcool.

Já os malefícios do café, são variados. Todo ser humano possui genéticas diferenciadas, ou seja, cada um é propício a adquirir certas doenças consequente do café ou não. Mas em sua maioria, ocorre devido ao excesso de consumo, que provoca efeitos colaterais como:

  • Acelera o ritmo cardíaco, devido à alta incidência da substância no sangue, o sistema nervoso central é estimulado de forma exagerada, que possibilita um aumento no nível dos batimentos cardíacos.
  • Provoca insônia e fadiga, devido a estimulação em excesso do sistema nervoso central.
  • O café é uma bebida muito diurética, seu excesso aumenta a frequência da fabricação da urina e consequentemente a perda de minerais e vitaminas, que podem causar enfraquecimento do organismo. 
  • O café pode trazer riscos de aborto ou má formação do feto, com isso, seu consumo não é aconselhável para mulheres grávidas.
  • O café prejudica a absorção de cálcio pelo organismo, devido ao consumo exacerbado de café, a densidade óssea é comprometida
  • O uso regular da cafeína pode levar ao vício. Assim, se há a falta de cafeína no organismos, ocorrem abstinência como dor de cabeça, irritabilidade, dificuldade de concentração e rigidez muscular.

O cafezinho do dia a dia não é um vilão para o organismo. Basta ter a consciência da quantidade ingerida por dia, e o que o acúmulo de seus componentes, principalmente a cafeína, causam no organismo.

Por isso, se você é amante de café, aproveite com moderação!

Deixe um comentário